QUILOMBOS DE SOBARA

Vamos falar um pouquinho mais sobre o QUILOMBO DE SOBARA

Que os primeiros moradores do Quilombo de Sobara conquistaram o direto à terra por doações e pagamento de serviço

Que hoje moram na localidade, encravada no sertão de Araruama, cerca de 130 famílias afrodescendentes que subsistem da agricultura.

De lá, se ouve um batuque. E um canto em dialeto africano que reverbera pelo vale.

O grupo de percussão e coral quilombola Batuque Reciclado mantém vivas as raízes africanas em apresentações nas datas festivas da cidade.

Dele fazem parte 65 crianças que vestem túnicas e turbantes coloridos; transformaram latas de tinta em chocalhos e tarol;bombonas de detergente, em tambores.

Que a distância de SOBARA para o centro de Araruama é de 43 quilômetros de terra.

50 anos atrás à renda vinha da agricultura, caça e pesca.

Hoje 90% dos Quilombolas trabalham na AGRISA INDÚSTRIA DE ÁLCOOL.

Que a Internet chegou no Quilombo de SOBARA em novembro de 2019.

Que os QUILOMBOLAS ganharam uma ambulância que fica de PLANTÃO em SOBARA para atender os moradores.

  • Que o reconhecimento legal dos quilombos no Brasil representa um marco histórico na visibilidade das diferenças étnicas e culturais da sociedade.
  • O mito da democracia racial escondeu as dores da escravidão causando lesões nas identidades afrodescendentes.

Analisando a luta pelo reconhecimento, percebe-se a necessidade de ampliação dos direitos, como é o da educação quilombola.

Open chat